Sign In

Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá


Praça Conselheiro Rodrigues Alves, 27- Centro
CEP 12.500-020 - Guaratinguetá - SP – Brasil
Email: degtg@educacao.sp.gov.br
Telefone: (12)  3128.3200
A+
A-

​Imagem de Tamanho Diferente

​As Forças Armadas americanas lançaram nesta segunda-feira (18) um total de 15 ataques aéreos contra posições do Estado Islâmico (EI) nos arredores da estratégica represa de Mossul, a segunda cidade do Iraque, anunciaram os militares.

Os ataques destruíram nove posições dos rebeldes, um posto de controle seis veículos blindados e blindado leve, segundo o comando regional encarregado da região (Centcom) em um comunicado.

Os militares americanos realizam desde a semana passada incursões aéreas no norte do Iraque com o objetivo de proteger um grupo de refugiados da minoria yazidi e deter o avanço do EI contra a cidade de Erbil.

Forças curdas apoiadas por aviões militares americanos mantinham nesta segunda sua ofensiva contra os jihadistas depois de terem tomado o controle da represa mais importante do Iraque, em um contexto de crescente envolvimento militar de Washington e Londres.

A retomada da represa de Mossul foi o maior revés infligido aos jihadistas do EI desde que lançaram sua grande ofensiva no norte do Iraque em junho, levando as forças de segurança iraquianas a fugir.

Um porta-voz da Segurança iraquiana, o tenente-general Qasem Atta, confirmou nesta segunda-feira que a represa de Mossul havia sido completamente liberada graças a uma operação conjunta de 'forças antiterroristas (iraquianas) e forças peshmergas (curdas) com apoio aéreo'.

  • No entanto, os combates prosseguiam nesta segunda-feira ao sul da represa, enquanto essa estrutura era percorrida por especialistas em busca de artefatos explosivos que pudessem ter sido deixados pelos jihadistas, afirmou Kawa Khatari, um representante do principal partido curdo.
  • As Forças Armadas americanas lançaram nesta segunda-feira (18) um total de 15 ataques aéreos contra posições do Estado Islâmico (EI) nos arredores da estratégica represa de Mossul, a segunda cidade do Iraque, anunciaram os militares.
  • Os ataques destruíram nove posições dos rebeldes, um posto de controle seis veículos blindados e blindado leve, segundo o comando regional encarregado da região (Centcom) em um comunicado.
    • Os militares americanos realizam desde a semana passada incursões aéreas no norte do Iraque com o objetivo de proteger um grupo de refugiados da minoria yazidi e deter o avanço do EI contra a cidade de Erbil.
  • Forças curdas apoiadas por aviões militares americanos mantinham nesta segunda sua ofensiva contra os jihadistas depois de terem tomado o controle da represa mais importante do Iraque, em um contexto de crescente envolvimento militar de Washington e Londres.
  • A retomada da represa de Mossul foi o maior revés infligido aos jihadistas do EI desde que lançaram sua grande ofensiva no norte do Iraque em junho, levando as forças de segurança iraquianas a fugir.
    • Um porta-voz da Segurança iraquiana, o tenente-general Qasem Atta, confirmou nesta segunda-feira que a represa de Mossul havia sido completamente liberada graças a uma operação conjunta de 'forças antiterroristas (iraquianas) e forças peshmergas (curdas) com apoio aéreo'.

No entanto, os combates prosseguiam nesta segunda-feira ao sul da represa, enquanto essa estrutura era percorrida por especialistas em busca de artefatos explosivos que pudessem ter sido deixados pelos jihadistas, afirmou Kawa Khatari, um representante do principal partido curdo.